Em alguns relacionamentos, precisamos ter cautela o tempo todo, pois qualquer coisa pode gerar uma discussão. Algumas pessoas encontram motivos para discutir nas coisas mais fúteis, nas suas roupas, nos seus amigos, nas suas palavras, nas fotos que posta em redes sociais… A sensação é a de que você precisa ter muito cuidado com cada uma das suas ações, tentando manter o controle o tempo todo. Há um medo constante de que ele “exploda” e comece uma discussão em qualquer lugar. Geralmente, essas pessoas sentem prazer em te humilhar na frente dos seus amigos e família, e é comum que comecem a discutir no meio de algum evento, te obrigando a ir embora, ao ponto de você não querer sair mais de casa. Um relacionamento abusivo causa muitos problemas. Medo. Ciúmes. Desconfiança. Esses são apenas alguns dos sintomas que envolvem um sentimento que chega até ser paralisante: a insegurança. Você vive com uma sensação que algo ruim ou mal vai acontecer, que irá perder algo, ou que não é suficientemente capazes de manter uma boa relação. Nada disso é saudável. Será que você está vivendo uma relação tóxica? Liberte-se! Eu sei que deixar essas relações para trás é muito difícil… Muitas pessoas podem pensar que essas relações são normais. Isso acontece porque os homens são ensinados desde cedo a se comportar assim; e as mulheres, ensinadas a aceitar esses comportamentos. Mas isso deixa a vítima com um buraco enorme na autoestima, na autoconfiança e no amor próprio. Se livrar de relações tóxicas é muito difícil. Costumamos insistir, acreditando que sempre há um jeito de salvar o relacionamento. Sentimos medo da solidão, do fracasso e do que as pessoas vão pensar**… Mas é preciso tratar a sua saúde mental como prioridade.** Antes de tudo, precisamos refletir: Vale a pena permanecer com alguém que está prejudicando sua saúde mental, só para não ficar sozinha? Esse tipo de reflexão pode te ajudar a se livrar de relações nocivas. A princípio, pode ser difícil perceber como essas atitudes são tóxicas, é necessário muito autoconhecimento e ter um grande amor próprio.
Susete Pasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.