O agressor aproveita da vulnerabilidade da vítima para impor suas vontades, e sempre se colocará em posição de que é o único correto da relação. É fácil perceber quando a violência é física, porém, a violência psicológica pode ser até mais grave, porque a vítima tem dificuldade em perceber o que está vivendo. A manipulação psicológica tem o objetivo de trazer confusão mental, insegurança, e é isso que fragiliza a vítima. Abusadores são especialistas em fazer a vítima acreditar que o modo como é tratado é sua culpa. Normalmente, o abusador também trai, mas age como se fosse normal ou o contrário, deixando a vítima insegura. Ele não tem empatia, compaixão ou piedade, faz tudo premeditado e de forma calculista. Usa o controle o tempo todo, mas faz isso em forma de “cuidado” e” carinho”. Te ilude para que você tenha uma boa imagem dele, mas esses bons momentos duram pouco, o seu comportamento doentio continuará. A vítima fica cada vez mais angustiada e com a sensação de impotência.

**Esteja atenta aos sinais**, o abusador faz jogo duplo, te agrada e te deixa sentindo mal em curto espaço de tempo. Geralmente a vítima não têm consciência que esta passando por um mecanismo assim, mesmo que esteja sofrendo. É difícil sair de um relacionamento assim, pois a vítima acredita que tudo vai mudar, que o parceiro vai melhorar. Porque em muitas situações ele a trata bem, e isso alimenta este espiral eterno de morde e assopra. A esperança que a situação mude e melhore, cresce quando a vítima recebe um agrado, quando se sente bem tratada (mesmo que seja momentaneamente).

Quando uma pessoa vivencia por muito tempo um relacionamento abusivo, ela pode desenvolver traumas, depressão, ansiedade, problemas de autoestima e também problemas de saúde. As consequências são diversas e fazem estragos emocionais a longo prazo. E em casos mais graves e drásticos pode terminar em morte. Um relacionamento abusivo não pode ser mantido, terminar, é a única saída para que você volte a se reestabelecer. 

****Pode acontecer com qualquer pessoa. Fique atenta, se você desconfia ou já tem a consciência que está um relacionamento tóxico, busque ajuda o quanto antes. Só assim você conseguirá se fortalecer e quebrar esse ciclo.

Susete Pasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.