O abuso emocional é de difícil caracterização por ser muito sutil, anos se passam sem que a vítima tome consciência do que está sofrendo. O dano vai muito além de simples “abalos psicológicos”, existem outros que estão ocultos, como o abalo sexual, a contaminação por doenças sexualmente transmissível, os abusos financeiros. Existe uma usurpação silenciosa sobre a vítima, isso é o que destrói a sua autonomia. É necessário que entendam que não são somente “perturbações mentais”, vão muito além do que imaginam. 

A vítima fica devastada, física, emocionante e financeiramente. Contudo, é inevitável que ela entre em depressão. Ela sente uma dor inexplicável e tem muito medo de se expressar, acaba se isolando. Ela vive envergonhada e em desespero, sente-se impotente e culpada por sentir tantas emoções sem saber como explicar, é enlouquecedor.São várias sequelas a reparar. E infelizmente isso leva tempo. É preciso compreensão e empatia com vítimas de abusos psicológicos. Só são diferentes porque a física é visível, mas os resultados são iguais. A força da pressão psíquica pode doer tanto, ou até mais, que a agressão fisica. É bom saber que a psicologia está presente para nos ajudar. Ainda que conversar com um amigo, ou mesmo um líder religioso, deve-se entender que é FUNDAMENTAL a busca por psicólogos.

A psicologia tem fundamentação científica, ela trabalha na reconstrução da identidade da vítima, nos sintomas acusados pelos traumas. Acredito que sem a terapia eu não teria me libertado.

Façam terapia!

Susete Pasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *